segunda-feira, 16 de julho de 2012

Friooooooooooooo



Mais um dia limpa, dia frioooooooooooo.
Nem coloquei a cara na rua. Fiquei o dia inteiro por aqui a rotina de sempre. Agora a noite fiz um sopão para aquecer e estou aqui com a TV , a cama e o filhote.
Que benção. Imagine quantos usuários de crack que abandonaram suas casas, famílias para morar na rua, no dia de hoje, dormindo na rua em qualquer canto...Que tristeza. Rendo graças a Deus que não permitiu que eu chegasse a este ponto, porque acreditem a tendência de quem se rende a esta droga maldita é chegar a isto.
Na cracolândia são 100% de exemplos, com exceção dos dormem em hotéis baratos a maioria esta a estas horas perambulando por aí a procura de um buraco para esconder-se do frio e usar suas drogas.
Algumas almas caridosas passam por lá distribuindo sopa e cobertores mas sempre aparece alguém morto no dia seguinte por causa do frio. Quem é que gosta de viver assim? Ninguém mas chega um ponto em que a doença domina completamente e a pessoas já não é mais dona de sua própria vontade. É quando mais se precisa da família e amigos para ajudar, curiosamente também é quando 90% desiste do DQ por não saberem o que fazer, outros por não querer ajudar mesmo.
O crack hoje é seguramente a droga mais poderosa dos últimos tempos a maior arma de destruição já vista no planeta. Corajosos são os que entram nesta batalha contra ela, ainda que na condição de  co dependente que são os maiores sofredores, os anjos que deus enviou para terra para ajudar nesta batalha. Que Deus abençoe os co dependentes, a eles todo meu respeito.
Mais 24 horas.

Grata senhor por mais um dia  limpa.


6 comentários:

  1. Muitas vezes no aconchego do lar nos esquecemos de quantos D.Q estão nas ruas... realmente após ler este post fiquei pensativa... quantos passam por nós sem serem notados... marginalizados por uma sociedade repressora e preconceituosa... triste mesmo pensar sobre isso.
    Feliz 24h pra vc bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MUito triste amiga, muito triste.
      Obrigada pela visita.
      BJs.

      Excluir
  2. Ola..garota....que bom te ver mais animadinha...pois é a realidade que vc citou eu passo em frente todos os dias perto do glicério no Cambuci e vejo um monte de pessoas deitadas infileiradas e algumas sentadas agachadas com a cabeça em baixo do cobertor...Engraçado, eu sei que as vezes pode ser arriscado, mais sempre quando algum deles se aproxima do meu carro eu abro o vidro, nem que for pra dizer:.."fio não tenho nada de verdade"...a maioria deles me sorri e agradece, dizendo que tenho um bom coração...mesmo eu não dando nem 10 centavos, acho que eles fazem isso pq as pessoas fogem deles quandos eles se aproximam, e quando alguém de alguma forma os considera seres humanos eles se emocionam...e te falo eu ganho o dia, quando recebo um elogio desses...rs..
    Fica com Deus minina...aproveita a cama quentinha...rs..

    bjaum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amiga, você descobriu um um dos remédios para a dependência, a compaixão, no fundo todo DQ é muito carente e fica profundamente tocado quando alguém os enxerga como ser humano, coisa que a maioria até esquece que é depois de um tempo de uso.
      Parabens pela atitude amiga.
      Tamujuntas.
      BJs.

      Excluir
  3. É amiga... é tão complicado esta questão de escolher ficar ou não ao lado do dependete quimico. Diz que eles só se recuperam se realmente quiserem, mas como eles vão querer se já não veem mais uma luz ou esperança, uma mão amiga pra apoiar? Complicado... meu dq diz estar fazendo uso de maconha, apesar de eu não facilitar mandando coisas que ele possa reverter em drogas, fico muito incomodada com a atitude dele. Na penitenciaria que ele esta, ja ouvi falar por ele e por outras pessoas que o crack não entra pois o PCC nao permite, mas mesmo assim desconfio muito, mas cocaina entra e nao sei se ele faz o uso. Fico pesando nele nesse frio, la ele so tem um cobertor, toma banho frio, fica o dia inteiro nervoso, sem fazer nada de diferente, ele diz que qndo vem visitas é pior ainda, pra eu escrever e mandar livros pra ajudar o tempo passar... Mas não posso fazer nada, não vou tirar ele de lá e nem ajuda-lo a conseguir isso pois sei que pode ser piornas ruas... Mas mesmo ele estando nesta situação, ruim, um dos caminhos finais daquele que insiste em usar, não sei como vai ser e se terei forças de ficar ao lado dele sabendo deste uso, mesmo que de outras substancias... Bom, sua opinião vale muito, falei de vc pra ele há quase um mês quando o visitei, falei q vc era guerreira, saiu da cracolandia, ia no CAPS e não espero a hora de poder contar que vc recaiu por subestimar o uso de outras substancias como ele tem feito mas que fez sua escolha e que por hoje se encontra livre... Grande abraço e fique com Deus Amiga, tamo junto!

    ResponderExcluir
  4. OI amiga,
    uma coisa é certa ele já tem uma ferramenta muito poderosa que é seu apoio,isto é fundamental, ter alguém com quem contar.O resto é pedir forças a Deus, viver um dia de cada vez, com força de vontade, respeitando nosso limite( meu limite é lata de cerveja)e não achar que "já ta bom" e pode sair por aí se arriscando pelo desconhecido.
    Força para vcs, que Deus olhe por ele e esta fase ruim que ele está vivendo traga algum aprendizado para quando ele estiver bem.Se precisar estou aqui viu.
    Tamujuntas.
    BJs.

    ResponderExcluir